Alto Douro Vinhateiro. Os cuidadores da paisagem que é “a beleza absoluta” in Fugas, jornal Público

Candidatar o Alto Douro Vinhateiro a Património Mundial “deu muita luta”. Foi preciso conhecer – e pensar – o território em todas as suas curvas, contracurvas, vales e contradições. Hoje há proveitos e há custos. E há ameaças no horizonte. “Se queremos ter uma região sustentável temos que ter pessoas. As pessoas têm que ter orgulho nisto, têm que ter orgulho na vinha.” Luís Octávio Costa (texto) Nelson Garrido ( fotos)

Ler Mais
SÍNTESE // CONVERSAS “ÀS QUINTAS NO DOURO”, 3ª SESSÃO DIA 9 DE JULHO 2020: “O FUTURO NO DOURO”

A Liga dos Amigos do Douro Património Mundial, com a colaboração da UTAD, prossegue na realização do ciclo de conversas sobre o Douro, designado “Às Quintas no Douro”. No passado dia 9 de junho, teve lugar a terceira sessão, sobre “O Futuro no Douro”. Desta feita o papel que a Linha do Douro poderá ter, esteve em debate com a participação de Pedro Moreira, Alberto Aroso, Margarida Mariz, Manuel Novais Cabral e moderação de António Marquez Filipe.

Ler Mais
SÍNTESE // SEGUNDA SESSÃO: 18 DE JUNHO, “ÀS QUINTAS NO DOURO”. O FUTURO DO DOURO.

Mais rede, mais pensamento de território, mais valorização das pessoas e mais investimento na animação turística.

O ciclo de conversas “Às Quintas no Douro”, uma iniciativa organizada pela Liga dos Amigos do Douro Património Mundial, com a colaboração da UTAD, continuou no dia 18 de junho com um novo painel de oradores, moderado por António Filipe: Luís Pedro Martins (Presidente do Turismo do Porto e Norte), Gaspar Martins Pereira (Universidade do Porto), Orlando Sousa (ICOMOS Portugal) e Teresa Albuquerque (Fundação da Casa de Mateus).

Ler Mais
Síntese // primeira Sessão: 28 de maio, “Às Quintas no Douro”. A natureza fez o mais difícil.

O ciclo de conversas “Às Quintas no Douro”, uma iniciativa organizada pela LADPM, com a colaboração da UTAD, iniciou-se no dia 28 de maio com um painel de quatro jovens convidados, com percursos diversos ligados Douro, moderado por Eduarda Freitas, com a participação de Paulo Costa (animação de eventos desportivos), Marta Marques (turismo), Tiago Alves de Sousa (viticultura e enologia) e Joana Lopes (comunicação e indústrias criativas).

O objetivo era olhar para o futuro, com uma visão positiva, sem ficar preso ao habitual rol de problemas e obstáculos, o que não se revelou tarefa fácil. Na verdade, algumas das primeiras palavras foram dedicadas às questões crónicas neste tipo de debates, como a demografia negativa, o défice de comunicação, a falta de competitividade das empresas e de liderança regional, ou a debilidade e a divisão do movimento associativo.
Tiago Alves de Sousa deu um dos motes para a visão positiva ao dizer que “a natureza fez o mais difícil”, pois moldou a base de uma paisagem única, e Paulo Costa acrescentou que “o Douro é uma fábrica maravilhosa, que produz tudo em qualidade”.

A propostas vieram pouco a pouco, também com o estímulo dos comentários e questões dos cerca de 60 participantes que acompanharam à distância, com a visão de que o presente já é muito especial e de que o futuro só pode ser mais promissor, com novas marcas, novos produtos, e um turismo que puxe por outras atividades.

Desta primeira quinta feira ficou um “caderno de encargos” pesado, mas muito claro, para que se cumpra um melhor futuro para o Douro: promover um plano de marketing para a região, que envolva toda a cadeia de valor e institua a “marca Douro”; comunicar de forma profissional e constante, para que se perceba o valor singular do território; contribuir para o orgulho e a autoestima de todos; trabalhar em rede com objetivos comuns; agregar o movimento associativo; mobilizar as artes e as atividades criativas; fomentar o capital social e contar com uma liderança mais agressiva.

Face a este caderno de encargos, e a uma história de muitos séculos, fica necessariamente a questão: será que a natureza fez mesmo o mais difícil?

Ler Mais
EVENTO // Conversas “ÀS QUINTAS NO DOURO”, 1ª sessão dia 28 de maio 2020: “O futuro no Douro”

A Liga dos Amigos do Douro Património Mundial está a organizar um ciclo de conversas sobre o Douro, designado “Às Quintas no Douro”. A primeira sessão vai ser sobre “O Futuro no Douro” e vai ter à conversa jovens empreendedores do Douro. As sessões serão sempre às quintas-feiras, entre as 18h e as 19h15, via Plataforma Zoom, e estão abertas à participação de todos.

Ler Mais